Menu

China diz que zona de livre comércio é “significativa” para cooperação do BRICS

Ao estabelecer uma zona de livre comércio, os países do BRICS podem remover as barreiras tarifárias e não tarifárias.

brics
Publicado em 13 de outubro de 2016 às 14:10 Compartilhar:

 

XINHUA Português

O Ministério do Comércio da China disse no domingo que uma zona de livre comércio será “uma forma significativa de cooperação” entre os países do BRICS.

Ao estabelecer uma zona de livre comércio, os países do BRICS podem remover as barreiras tarifárias e não tarifárias, aproveitar suas vantagens comparativas e avançar a liberalização entre si, disse o porta-voz do ministério Shen Danyang em uma coletiva imprensa.

Ele enfatizou que a China formalmente ainda não abordou o assunto para a iminente reunião do BRICS mas que muitos especialistas propuseram uma zona de livre comércio.

A zona ajudará o Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul a ter benefícios e desenvolvimentos mútuos e a promover a cooperação Sul-Sul em uma escala global, disse Shen.

Os ministros do Comércio dos cinco países vão se reunir em Nova Déli nesta semana para discutir as tendências econômicas mundiais e as influências delas no comércio e investimento do bloco.

A reunião deve aprofundar a cooperação em áreas como direitos de propriedade intelectual, promoção comercial e pequenos negócios, segundo Shen.

Compartilhar: