Menu
Receba novidades no seu email

Redes de Mulheres Produtoras do Cerrado e Pantanal – ações de campo confirmam potencial e fortalecem processos.

É o que constataram as consultoras Vanessa Spacki e Nathália Eberhardt Ziolkowski nas ações desenvolvidas entre os dias 30/05 e 04/06. No período promoveram oficinas de capacitação para captação de recursos, Plano de Negócios/Canvas/Marketing e organização da cadeia produtiva. Tece início também um diagnóstico botânico com o propósito de identificar novas espécies com potencial comercial. […]

Diretoria da “Associação de Mulheres Extrativistas do Porto da Manga” em frente a cozinha comunitária, construída com o apoio do fundo CASA e fundo Socioambiental Caixa, durante um registro fotográfico e apresentação dos produtos desenvolvidos pela Associação para divulgação na página do facebook (https://www.facebook.com/CerraPan).
Publicado em 7 de junho de 2016 às 11:24 Compartilhar:

É o que constataram as consultoras Vanessa Spacki e Nathália Eberhardt Ziolkowski nas ações desenvolvidas entre os dias 30/05 e 04/06. No período promoveram oficinas de capacitação para captação de recursos, Plano de Negócios/Canvas/Marketing e organização da cadeia produtiva.

Tece início também um diagnóstico botânico com o propósito de identificar novas espécies com potencial comercial. Dois casos já estão em análise: os frutos das palmeiras acuri e tucum.

Foram alcançados na ação assentamentos e comunidades tradicionais de Miranda, Nioaque e Corumbá, totalizando 8 grupos de mulheres. As consultoras cuidaram também de analisar junto a alguns dos grupos as possibilidades de elaboração de projetos a serem enviados para doadores.

 

Compartilhar: