Menu

O Caminho do Cerrado

O projeto fotográfico O Caminho do Cerrado possui cunho artístico, ilustrativo e denunciativo sobre a devastação crescente do Cerrado gerada principalmente pelo agronegócio. É um alerta sobre a aproximação e extensão dessas atividades por todo o percurso entre Brasília e o município de Alto Paraíso de Goiás – Chapada dos Veadeiros. As imagens fazem com […]

Foto: Melissa Maurer / O Caminho do Cerrado.
Publicado em 9 de junho de 2016 às 13:43 Compartilhar:

O projeto fotográfico O Caminho do Cerrado possui cunho artístico, ilustrativo e denunciativo sobre a devastação crescente do Cerrado gerada principalmente pelo agronegócio. É um alerta sobre a aproximação e extensão dessas atividades por todo o percurso entre Brasília e o município de Alto Paraíso de Goiás – Chapada dos Veadeiros.

As imagens fazem com que um novo olhar se abra sobre o caminho que o Cerrado, considerado a savana com maior biodiversidade do planeta, e a região da Chapada dos Veadeiros – Patrimônio Natural da Humanidade (UNESCO), vem enfrentando.

Foto: Melissa Maurer

Foto: Melissa Maurer

“O caminho do Cerrado” apresenta a trajetória, pela rodovia GO-118, de uma mulher nua, usando apenas máscara e botas para protegê-la. Durante o percurso, ela observa e registra todo o desaparecimento da vegetação nativa e o crescimento das monoculturas, e todos os impactos causados por essa ação.

Nua, ela transita pela estrada expondo seu corpo a todos esses impactos até chegar ao fim da sua caminhada adentrando na área protegida e preservada: a Chapada dos Veadeiros. Acolhida pela natureza, finalmente consegue a proteção necessária para livrar-se da máscara e pode, enfim, respirar livremente.

Um trabalho forte, chocante, revelador, que alerta e tem o intuito de mudar a visão sobre “O caminho” que a humanidade deve percorrer para manter-se em equilíbrio e proteger as futuras gerações. Um registro que nos leva a refletir sobre como agregar a sustentabilidade às atividades rurais e ao agronegócio, visando possibilitar menores impactos ao meio ambiente por meio da preservação do cerrado, esse bioma tão importante para o nosso planeta.

Outro aspecto não menos importante do projeto é a exposição do feminino que tem sido tão banalizado e erotizado em nossa sociedade patriarcal, o tabu da nudez e o resgate da sabedoria e do empoderamento feminino, da liberdade das mulheres serem o que são, da forma que quiserem ser, sem se sentirem ameaçadas ou inferiores.

Confira mais sobre o projeto e veja as imagens em: ocaminhodocerrado.blogspot.com.br 

 

Compartilhar: