Menu
Receba novidades no seu email

Mapeamento de Eventos Naturais Extremos e seus impactos sobre Comunidades Pantaneiras

O trabalho foi elaborado e apresentado por Vanessa Spacki

mapeamento-de-eventos-naturais-extremos-comunidades-pantaneiras
Publicado em 7 de outubro de 2015 às 17:56 Compartilhar:

mapeamento-de-eventos-naturais-extremos-comunidades-pantaneirasO presente trabalho tem como objeto de pesquisa os eventos naturais extremos que chamaram a atenção para o Pantanal nos últimos seis anos, tanto por suas dimensões quanto por seus impactos sobre a economia, o ambiente e as populações mais vulneráveis. Foram estiagens prolongadas, secas pontuais e principalmente cheias entre as maiores já registradas ao longo do rio Paraguai.

O estudo que teve caráter qualitativo, exploratório e descritivo, foi dividido em dois grandes momentos. O primeiro focado no mapeamento dos eventos naturais extremos ocorridos na área de estudo, o sub-Pantanal do Paraguai, e no diagnóstico socioeconômico das comunidades tradicionais previamente identificadas. Já o segundo foi pautado no processo de construção de propostas de mitigação, prevenção e adaptação aos impactos decorrentes das calamidades identificadas. Todo o processo envolveu oito localidades, representantes de comunidades tradicionais localizadas na região, sendo Barra do São Lourenço, Porto Amolar, São Francisco, Paraguai Mirim, Codrasa, Cervejaria, Maria Coelho e Porto da Manga.

O trabalho final foi apresentado ao Programa de Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável como requisito parcial à obtenção do grau de mestre, por Vanessa Spacki.

Faça o download da dissertação:Mapeamento de Eventos Naturais Extremos e seus impactos sobre Comunidades Pantaneiras

Compartilhar: