Menu
Receba novidades no seu email

Coordenação das Comunidades Tradicionais do Pantanal (CCTP)

 

CCTP_-_LogoCom o objetivo de intervir nas políticas públicas e nos interesses específicos das comunidades tradicionais pantaneiras, a criação da Coordenação das Comunidades Tradicionais do Pantanal (CCTP), em 12 de novembro de 2013, é considerado um fato histórico. Através de uma eleição democrática, ocorrida durante o evento “Coalização Cerrado Pantanal”, a plenária composta por 120 pessoas, além de 50 representantes de comunidades e associações locais de todo o Pantanal – de Porto Murtinho, ao sul, a Porto Esperidião, ao norte e de Coxim, a leste, e Corumbá, a oeste.

Após anos no esquecimento e no abandono, pela primeira vez as comunidades tradicionais já podem visualizar o alcance de suas ações e até mesmo lutarem de maneira mais eficaz e expressiva pelos seus direitos como cidadãos. Uma das conquistas obtidas pela CCTP, foram os acordos estabelecidos com a Agência Nacional de Águas (ANA) e a definição de linhas estratégicas para solucionarem questões emergenciais.

A Ecoa foi a principal articuladora à criação da CCTP, juntamente com o apoio dos pesquisadores da Embrapa Pantanal, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Centro de Pesquisas do Pantanal (CPP), Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul (MPF/MS) e a Secretaria do Patrimônio da União (SPU).