Menu

Você conhece a laranjinha de Pacu?

Entre as frutas com maior concentração de vitamina C, estão a acerola, goiaba, kiwi e outras. A laranjinha de pacu possui valores surpreendentes maiores que a maioria dessas frutas, com exceção da acerola, e é uma fruta tão pouco conhecida. E o Ferro? Ela tem maior concentração que um bife de fígado! Acredite! Bom, a […]

Foto: Paulo Robson de Souza
Publicado em 1 de junho de 2016 às 15:08 Compartilhar:
Entre as frutas com maior concentração de vitamina C, estão a acerola, goiaba, kiwi e outras. A laranjinha de pacu possui valores surpreendentes maiores que a maioria dessas frutas, com exceção da acerola, e é uma fruta tão pouco conhecida.

E o Ferro? Ela tem maior concentração que um bife de fígado! Acredite!

Bom, a laranjinha de pacu é um fruto do Cerrado e do Pantanal, em algumas cidades do interior do MS é conhecida como moranguinha e é utilizada como isca de peixe, algumas famílias já usam no preparo de doces e geleias.

No desenvolvimento do meu mestrado pela UFMS, eu pesquisei essa incrível fruta e os resultados me surpreenderam muito, sua qualidade nutricional e atividade antioxidante são incríveis!

Resolvi tornar público de forma informal meus resultados, pois é uma fruta que entre os meses de janeiro a agosto se dá em abundância em algumas regiões do meu estado natal, e creio que precisamos valorizar mais os produtos nativos. O Brasil é o país de maior biodiversidade do planeta que, associada a uma rica diversidade étnica e cultural, possui um valioso conhecimento tradicional associado ao uso de plantas medicinais.

A laranjinha de pacu na cidade de Campo Grande, já chegou em forma de picolé, tem o gostinho azedo próprio da fruta.

A minha pesquisa foi extensa com várias analises como taninos, fénois, minerais, entre outros, como esse texto não é de caráter cientifico vou me deter somente na vitamina C e Ferro, que foram os resultados mais significantes aos olhos da população.

O Ferro todo mundo já ouviu falar, é componente de uma série de proteínas, incluindo enzimas e a hemoglobina, sendo que a hemoglobina é importante no transporte do oxigênio para os tecidos.

Uma das principais fontes consideradas de ferro na alimentação é o fígado bovino, que apresenta valores de 5,8 mg de acordo com a tabela brasileira de composição de alimentos (TACO), a laranjinha de pacu deste estudo que me refiro apresentou um valor de 12,50mg em sua polpa e 9,25mg em sua casca, e um fato muito importante é que este fruto pode ser consumido tanto a polpa como a casca, isso significa valores elevadíssimos de Ferro comparado ao bife de fígado.

Temos nesse universo lindo da alimentação fontes de minerais para todos os gostos, isso é incrível!

Em relação a vitamina C, é um nutriente essencial que protege contra o câncer por vários mecanismos, aumenta a absorção de ferro e a inativação de radicais livres, entre muitooos outros benefícios.

Em comparação a frutas consideradas fontes de vitamina C, valores referenciados pela TACO, como a acerola (941,4mg), laranja pêra (73,3mg) e caju (186mg), a laranjinha de pacu apresentou valores somente inferiores a acerola, porem elevado comparado a outros frutos, seu valor foi de 552mg (polpa+casca).

Portanto, que possamos nos alimentar com sabedoria, incluindo em nossa dieta frutos nativos. Muitos outros frutos tem sido estudados, o departamento da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul tem feito um trabalho lindo nesta área, valorizando essa região do Brasil, vamos aproveitar o que a natureza nos dá, e conhecer mais os sabores de diversas frutas como bocaiuva, camu-camu, caraguatá, barú, murici, gabiroba, etc!

Beijos! E quem quiser ver o artigo cientifico completo depois de pronto pode me pedir.

Obs: Ainda precisam ser feitos estudos sobre a biodisponibilidade no organismo.

Receita de Geleia de laranjinha de pacu

Ingredientes:

½ xícara de chá de fruto sem semente (polpa com casca)

1 xícara de chá de açúcar demerara

1 copo e meio de água

Modo de Fazer:

Triturar a polpa em liquidificador com parte da água. Colocar em uma panela já contendo o açúcar e o restante de água. Levar ao fogo e deixar ferver até o ponto de geleia.

Compartilhar: