Menu
Receba novidades no seu email

Em Bonito, população defende Rio Formoso após denúncia: ‘mais lindo que nunca’

Moradores criticaram a denúncia de que o rio Formoso estaria recebendo rede de esgoto

Ramão Siqueira. - Foto: Geovanni Gomes
Publicado em 18 de maio de 2016 às 15:18 Compartilhar:

TopMidia News

Conforme os moradores, a água continua cristalina - Foto: Geovanni Gomes

Conforme os moradores, a água continua cristalina – Foto: Geovanni Gomes

Após denúncia de que o Rio Formoso estaria sendo poluído por uma rede de esgoto na cidade de Bonito – a 297 km de Campo Grande, o TopMídiaNews foi até o local para conferir se dejetos estariam sendo descartados no rio. A realidade encontrada, porém, foi outra: a de uma beleza natural ainda mais exuberante do que o reconhecido mundo afora.

De acordo com o engenheiro agrônomo Alexandre Ferro, as denúncias se tornaram alvo de críticas entre os bonitenses. “Nós temos que tomar muito cuidado com o que falamos porque podemos destruir o nome da nossa cidade. As afirmações tem questões erradas. O que acontece de fato é que quando chove muito, a água vem das estradas rurais e suja o rio. A água que aparece na foto (da denúncia) é uma água turva porque não tem barragens das estradas rurais, mas não é esgoto”.

O mestre de obras Ramão Siqueira, que reside em Bonito há 26 anos, destacou que as propriedades particulares que são construídas próxima do rio Formoso respeitam a legislação e cavam fossas conforme estipulado pelos técnicos da prefeitura, que fazem um projeto para cada morador. “Moro aqui há 26 anos, nunca vi nenhum tipo de esgoto ser jogado nesse rio. Mas quando chove, a água fica mais turva como em qualquer outro lugar, aí tem que reclamar com São Pedro porque esse é um efeito da natureza. É só olhar para o rio que não tem nem como falar que está poluído, a água á transparente”, afirma Ramão.

Ramão Siqueira. - Foto: Geovanni Gomes

Ramão Siqueira. – Foto: Geovanni Gomes

O funcionário público Gleison do Couto, 34 anos afirma que nasceu em Bonito e destaca que as denúncias de poluição seriam ‘um exagero’. “Houve exagero nas afirmações dele (denunciante), sempre morei aqui em Bonito e quando chove não tem jeito, a água fica turva como ele mostrou na foto. Isso acontece em todos os lugares, a água fica turva, tanto que dependendo da chuva, o balneário municipal fica interditado. Tem vezes que a água fica da cor de uma garapa”.

Assim como Gleison, Lucas Rocha, 25 anos, que também trabalha como funcionário público ressalta que é possível afirmar que a água que corre pelo rio Formoso é limpa. “Não podemos falar que a água é 100% limpa porque o rio passa pela cidade e tem residências em volta, mas temos a certeza que 98% o rio é limpo. Quando um moradora vai construir casa perto do rio, ele precisa de um estudo e um projeto para fazer a fossa da casa, respeitando a distância do rio”.

Após ouvir moradores, a equipe TopMídiaNews conversou com a secretária Municipal de Meio Ambiente, Chris Vasques, que garantiu que técnicos do Poder Executivo realizam a coleta da água do rio em diversos pontos de dois em dois meses, constatando a qualidade da água do rio Formoso.

Secretária Municipal de Meio Ambiente, Chris Vasques - Foto: Geovanni Gomes

Secretária Municipal de Meio Ambiente, Chris Vasques – Foto: Geovanni Gomes

“A prefeitura tem um convênio com uma ONG que analisa a água dos córregos urbanos Bonito, Saladeira e Restinga. Na foto do empresário, um dos córregos cai no Rio Formoso e a foto foi tirada em um dia de chuva e a água que aparece é uma água turva. Temos coleta de dois em dois meses que vai para um laboratório avaliar. Podemos observar nos boletins, que garante que a água tem mais de 98% em conformidade com a resolução Conama 357. Temos dez pontos de coleta de água, desde a nascente até a foz”, explica a secretária.

A resolução Conama dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Segundo a secretária, o município de Bonito cumpre com a resolução e a prefeitura disponibiliza fiscais para verificar as condições tanto dos córregos, como dos rios que atravessam a cidade, preservando a saúde tanto dos moradores como dos turistas.

A secretária aceitou o convite do TopMídiaNews para tentar chegar até o ponto exato onde o morador fotografou a água turva para verificar as condições da água. O dono da propriedade particular Sítio Ybira Pê, Pablo Teixeira Rodrigues afirmou que mora em Bonito há seis anos e que como o rio passa pela cidade, ás vezes se depara com lixos e garante que os donos de propriedades fazem mutirão para preservar o local.

“Não podemos falar que não vem lixo porque o rio passa dentro da cidade e tem pessoas que jogam lixo no rio sem se importar com os efeitos que está causando. Quando isso acontece, todo mundo aqui faz um mutirão e vai tirando os lixos, isso acontece mais quando estamos em alta temporada, porque aumenta o número de turistas na cidade e não tem como controlar, mas sempre estamos atentos”, explica Pablo.

Dono da propriedade particular Sítio Ybira Pê, Pablo Teixeira Rodrigues - Foto: Geovanni Gomes

Dono da propriedade particular Sítio Ybira Pê, Pablo Teixeira Rodrigues – Foto: Geovanni Gomes

Compartilhar: